SENADOR BUCETON TENTA INTIMIDAR O BLOGUEIRO CESAR BELLO COM MAIS UM PROCESSO SEM FUNDAMENTO

O senador Buceton/ Roberto Rocha - aquele que não vale um peido(não vale nada) - pensa que pode me intimidar com processos criminais sem fundamentos/ em razão das críticas com as quais lhe desnudo.


... assunto, más muita gente tem curiosidade em saber sobre o tal peido

Roberto Rocha pela sua comprovada reprovável conduta pervertida nas redes sociais - publicou fotos pornográficas - deu azo a  alcunha de "senador Buceton".  Duvido que neste caso ele me processe.



Diz o Código Penal Brasileiro no artigo 140/ paragrafo 1º -  "o juiz poderá deixar de aplicar a a pena quando o ofendido diretamente provocou a injuria". É público/ notório/ evidente/ inegável o ato praticado por Rocha/ o Buceton.

Roberto Rocha/ o senador Buceton arrumou um linguiceiro que todas as semanas ingressa com ações criminais contra o blogueiro Cesar Bello. O objetivo é intimidar. Contudo o efeito é contrário/ estimula mais as críticas contra  Buceton.

O linguiceiro de Buceton ingressou com mais uma ação criminal contra o blogueiro Cesar Bello. Motivo ? As críticas contra o voto proferido pelo senador Roberto Rocha/ o Buceton contrário a prisão do colega Delcídio do Amaral.

Delcídio foi preso por corrupção ativa/ tentar obstruir a "Operação Lava- Jato". Nas críticas digo "Roberto Rocha/ Delcídio do Amaral são amigos do PSDB. Finalizo "uma vez tucano/ sempre emplumados/ nas asas da corrupção."

Rocha diz pelo seu linguiceiro que o chamei de corrupto. Qualquer estudante do 1º grau percebe o uso do plural - são amigos(Delcídio/Rocha)/ do singular - um vez tucano(Delcídio). Portanto a referência no singular(tucano) que ensejou a prisão/ por ato de corrupção/ obstrução é dirigida a Delcídio.

O título é chiste ao julgamento - "Eu Delcídio Pelo Corporativismo : Roberto Rocha quer que o Senado Relaxe a Prisão de Delcídio do Amaral". Não entendo a supressão da interpelação judicial/ decretação de inépcia destes instrumentos de intimidação.

Roberto Rocha/ o Senador Buceton não me intimida. Rocha me estimulou retornar ao exercício da advocacia/ a trabalhar por um mandato de deputado estadual nas eleições de 2018. Por enquanto me escudo na imunidade da crítica - excludente prevista no artigo 142 do Código Penal.

Depois de encher de linguiça seu modorrento discurso/ com firulas sobre conduta/ prisão/ Rocha vota contra a continuidade/ pelo relaxamento da prisão de Delcídio do Amaral. Delcídio continuou preso/ perdeu o mandato e Rocha a oportunidade de ficar calado.

4 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.