JUQUIRA DOIDA : JUSTIÇA FEDERAL CONDENA UIRAUCHE SOARES A 14 ANOS DE PRISÃO POR EXTORSÃO MEDIANTE SEQUESTRO



O juiz federal José Magno Linhares, da 2ª Vara da Justiça Federal no Maranhão, condenou Uirauchene Alves Soares a 14 anos de prisão por extorsão mediante seqüestro, pena a ser cumprida inicialmente em regime fechado.
 Resultado de imagem para Wellington do Curso e Uirauchene Soares

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal, em junho de 2004, o réu, acompanhado de indígenas, seqüestrou dois servidores da FUNASA e reteve o veículo utilizado por eles, alegando uma dívida de 76 mil reais que a instituição (FUNASA) teria com ele.  Segundo depoimento das vítimas, o denunciado afirmou que só os libertaria após a quitação da dívida.


Os servidores afirmaram ter ficado em poder do seqüestrador por oito dias e só foram liberados após negociações com intervenção do Ministério Público Federal. O veículo só foi liberado meses depois.


O Juiz José Magno Linhares determinou que fosse expedido o mandado de prisão, entretanto o réu ainda pode recorrer da sentença em liberdade.

Uirauchene Soares é aquele "índio do paraguaio", que queria forçar o Governo do Maranhão a pagar faturas de transporte escolar indígena, sem a devida prestação dos serviços.

Percebe-se que o pilantra usava os índios para tentar extorquir entidades/ autarquias e o Governo do Maranhão. A sentença mostra que a maneira de agir foi a mesma nas duas ocasiões.

Resultado de imagem para Wellington do Curso e Uirauchene Soares

Uirauchene  Soares teve o apoio do deputado Wellington do Curso, que pelas últimas notícias parece sempre próximo de meliantes envolvidos em crimes de estelionato/extorsão/sequestro.

Resultado de imagem para Wellington do Curso e Uirauchene Soares

Uirauchene Soares recebeu apoio na empreitada contra o Governo do Estado - cobrar por transporte escolar indígena sem a prestação do serviço - da deputada(o) Andréa Murad/ Sousa Neto.


Resultado de imagem para Wellington do Curso e Uirauchene SoaresResultado de imagem para Andrea Murad e Uirauchene Soares

Com os blogueiros da Mirante a intimidade era tão grande que o falso índio, Uirauchene Soares era chamado de "Chene". Será que eles publicam/ repercutem a decisão que desmascara Uirauchene? 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.