CUIDADO : O SARNEISMO ESTÁ MORTO/SEPULTADO, MAS SUAS PRÁTICAS PODEM RESSUCITITAR POR ROBERTO ROCHA COM A ELEIÇÃO DE AÉCIO NEVES PARA PRESIDENTE

O finado sarneismo iniciou/progrediu precisamente no ano de 1978, 12 anos após derrotar o vitorinismo em 1966- até então fala-se na Geração dos Poetas no poder - com o ingresso de filhos, tios, sobrinhos, primos e os papagaios de Sarney na atividade pública/política no Maranhão.

Sarney- parente/amigo/correligionário/confessionário/sócio acionário - era passaporte para o sucesso. Do refrão eleitoral "meu voto é minha lei", o nome Sarney ficou maior do que a lei, estabelecendo-se na forma prescrita : "Todo poder emana de Sarney e em nome dos seus três filhos será exercido".

O ex-governador Luís Rocha dizia : "Sarney é Sarney. Sarney é minha régua meu compasso". O filho Roberto Rocha entrou na régua/compasso em 1990- deputado estadual - só virou hipotenusa(contrário) de "verdade" em 2014, quando ganhou no colo de Flávio Dino mandato de  Senador.

Mas é justamente Roberto Rocha, o "Hipotenusa"(inventado como contrário) que pode fazer ressurgirem as práticas do sarneísmo- o filho é vereador em São Luís, o irmão prefeito de Balsas, as concessões de rádios/ televisões, manipulações - em tudo se assemelha ao "modos operandi" do velho sarneísmo.   

O pior é que tudo pode recomeçar com a eleição de Aécio Neves para Presidente. As intrínsecas relações comerciais/familiares Rocha/Neves começam em 1984 : Luís Rocha governador do Maranhão compra fazendas em Minas Gerais de pessoas ligadas aos Neves falidos. Aécio Neves governador de Minas Gerais(2004),  pessoas ligadas a ele compram as fazendas dos Rochas falidos. 

Aécio Neves fez juras ao PSB "de Marina Silva", de que vai acabar com a reeleição. Se cumprisse as juras - seria bem difícil lutar contra si na Presidência - Roberto Rocha que sempre se coloca como o "primeiro da fila" quer ser governador em 2018. Aí tudo poderia recomeçar outra vez.

13 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.