DECISÃO BANANA DE PIJAMA QUE LIBEROU PACOVAN DESMORALIZOU O JUDICIÁRIO DO MARANHÃO

Não tem argumento que  convença qualquer juiz/ advogado de que outro juiz/ advogado possam autorizar/ requerer a liberdade de Pacovan com seu histórico de reincidência no crime de agiotagem/ sem "bananada".

Josival Pacovan foi preso durante as Operações Usura I/ II em maio de 2011/ setembro de 2013 respectivamente. Depois Pacovan foi preso mais quatro vezes - maio de 2015/ novembro de 2015/ fevereiro de/ julho de 2016.

A sétima prisão de Pacovan ocorreu em 04/ 05/ 2017. Por incrível que pareça o juiz que decretou/ prorrogou é o mesmo que colocou em liberdade o agiota/ ainda chamando de "suposto agiota" o reincidente por 7 vezes no crime de usura.


O que teria feito o juiz mudar o entendimento ? O confisco dos bens de Pacovan ? Tolice está provado/ Pacovan é como bode - quando ele volta da cadeia a cabeçada é mais forte. A sentença banana de pijama desmoralizou o Judiciário.

Quem sabe o juiz Flávio Soares não seja com a decisão banana de pijama um forte candidato ao cargo de desembargador/ em uma improvável gestão de Nelma Sarney. Mas tem coisas no Maranhão que nem o diabo acredita. Livrai- nos!

Resultado de imagem para juiz Flávio Roberto Ribeiro Soares

"No país da fantasia/ num estado de euforia/tem membro do Judiciário feito Polichinelo/ a decisão de soltar Pacovan é bananada do Sítio do Pica-Pau Amarelo". Foi muita banana siô! Milhões de bananas?


0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.