Publicidade

NÃO ERA A IGREJA CATÓLICA QUE DEVERIA PAGAR O PADRE ROBERTO? PORQUE A EMISSORA DOS PADRES (EDUCADORA) RECEBIA 80 MIL REAIS DO GOVERNO DA SARNEY ? PELO SILÊNCIO?

Hoje(30) pela manhã estive no Mercado Central. O assunto na ágora- lugar de reunião - era os 2.300 reais que recebia o padre Roberto defensor dos presos caixeiros- aqueles que explodem caixas eletrônicos.

Zé Franco questionava o vendedor "Lambisgueta" : "quem devia pagar esse padre não era a Igreja Católica" ? "Lambisgueta" respondeu : "rapá o arcebispo também recebia um groja grande, uns 80 mil pela Educadora".

Porque o padre Roberto Perez era remunerado pelo governo de Roseana Sarney? Porque o padre só denunciou as torturas depois de demitido ? É inacreditável ler que o arcebispo sabia/autorizava o mensalinho.

O pior é constatar que a Igreja Católica tinha um contrato milionário(Rádio Educadora) com o governo de Roseana Sarney- 80 mil reais. O diretor da emissora, o padre Rota proibia críticas a generosa governadora.

Esses atos/fatos/mensalões/mensalinhos epigrafados são de conhecimento de todos os jornalistas/ blogueiros/ radialistas do Maranhão. Mas todos temem ser excomungados da mídia religiosa/ poderosa.

Fico com a síntese de Zé Franco : "Padre gosta é de dinheiro". A maioria dos padres constituem honrosas exceções. Mas o arcebispo tem espinhos que vem de dentro da cabeça, ao contrário dos colocados na fronte de Cristo.

O "evangelho morreu na cruz"- crítica do filosofo Friedrich Nietzsche ao cristianismo. Para Nietzsche o evangelho morreu com Cristo pendurado na cruz. Karl Marx foi mais ácido : "a religião é o ópio do povo". Reforma/ venda de indulgência em pleno século XXI ?

Resultado de imagem para dom belisário
os espinhos de Beli$$ário vem de dentro da cabeça
Resultado de imagem para coroa de espinhos em cristo
esse sim sofreu tudo/ sem pedir nada

5 comentários:

Anônimo disse...

César, sou eleitor de Flávio Dino e acredito muito na mudança e no sucesso do governo, porém algumas questões precisam ser pontuadas: o atual secretário da pasta teve o seu nome indicado para pasta ainda na gestão de Roseana para substituir o Sec. Uchoa, indicação da assessora especial da governadora a Senhor Camila, que hoje é dá as cartas na Sejap como subsecretária,é a aquela velha máxima: "Ganhar como os amigos e governar como inimigos". O até pouco tempo secretário-adjunto era um major da paraíba, o qual estava na pasta desde a gestão de Roseana, o qual inclusive responde ao criminal no seu Estado. Agora a questão principal, a força que a Igreja Católica tem nesta pasta,em que pese uma presença mais expressiva no dia-a-dia dos presídios de membros das Igrejas Evangélicas, existe um Frei que passou pela pasta de assistência/ressocialização nas gestões Sérgio Tamer e Uchoa e, em todas elas foi exonerado por criar diversos problemas, com prática descarada de nepotismo, autoritarismo, e agora fora novamente investido no cargo. Logo César, sem nenhuma pretensão política não houve até agora mudança significativa nesta pasta, e fica a pergunta: O Estado não é Laico? Por que a opção por um membro da Igreja Católica, pois este não deveria estar empenhado nas questões eclesiásticas e pregando a fé cristã?

Anônimo disse...

César, sou eleitor de Flávio Dino e acredito muito na mudança e no sucesso do governo, porém algumas questões precisam ser pontuadas: o atual secretário da pasta teve o seu nome indicado para pasta ainda na gestão de Roseana para substituir o Sec. Uchoa, indicação da assessora especial da governadora a Senhora Camila, que hoje é quem dá as cartas na Sejap como subsecretária, é a aquela velha máxima: "Ganhar com os amigos e governar com os inimigos". O até pouco tempo secretário-adjunto era um major da paraíba, o qual estava na pasta desde a gestão de Roseana, o qual inclusive responde a processo criminal no seu Estado. Agora a questão principal, a força que a Igreja Católica tem nesta pasta,em que pese uma presença mais expressiva no dia-a-dia dos presídios de membros das Igrejas Evangélicas, existe um Frei que passou pela pasta de assistência/ressocialização nas gestões Sérgio Tamer e Uchoa e, em todas elas foi exonerado por criar diversos problemas, com prática descarada de nepotismo, autoritarismo, e agora fora novamente investido no cargo. Logo César, sem nenhuma pretensão política não houve até agora mudança significativa nesta pasta, e fica a pergunta: O Estado não é Laico? Por que a opção por um membro da Igreja Católica, pois este não deveria estar empenhado nas questões eclesiásticas e pregando a fé cristã?

BLOG DO CESAR BELLO disse...

O problema é justamente esse.

Anônimo disse...

Um padre católico na pode ser remunerado pelo seu serviço junto aos detentos e detentas? Segundo o governador ele não recebia para fazer seu serviço, pois o que ele recebia era um "mensalinho" para ficar em silêncio sobre a situação de pedrinha no governo passado. De janeiro a março ele continuou a receber o "mensalinho", mas como ele não ficou em silêncio no novo governo, perdeu a "boquinha". Saiu o padre entrou o pastor. O pastor recebe o tal "mensalinho"? ele foi nomeado pelo governo atual para exercer a mesma função do padre, está no diário oficial. Se o pastor não ficar em silêncio? Ou já entrou sabendo que sua função é somente rezar, e rezar conforme as determinações do "professor de deus"?

Anônimo disse...

Mentira tua. No governo de Roseana, a educadora não recebeu nada.
Tu fala o que não sabe.
O ladrão que todo mundo conhece é tu bossal.

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.