Publicidade

PARTE II : HISTÓRIA DO MANIQUEÍSMO DA POLÍTICA DO MARANHÃO-

Dois fatos são de extrema importancia para o maniqueismo (bem/mal) da política do Maranhão- a morte do ex- Senador Vitorino Freire(1977) e a ascensão de Sarney a Presidência da República(1984).

Estes dois fatos contribuíram para a progressão geométrica do mando de Sarney- 48 anos. Quando Vitorino Freire falece(1977), Sarney tinha mando de 12 anos- a metade dos desmandos de Freire que somaram 24 anos.

Sarney esticou o mando para 48 anos com a ascensão a Presidência da República(1984). O maior adversário- Epitácio Cafeteira - passa a aliado temporário. Quando ambos deixam os governos recomeça a lide.

O jornal "O Estado do Maranhão" é chamado a liça, conjugado com a Revista Isto É lançam a campanha difamatória "Carrões/ Mansões/ Milhões" contra Epitácio Cafeteira. Mais tarde imitam Zagalo e "tem que engolir café amargo".

O amigo de fé/irmão/ camarada- José Reinaldo - é o mais sofrido. Preso/ algemado/ separado de duas famílias reuniu forças, aliados, derrotando seus algozes na mesma proporção- 2 vezes. Jackson Lago não combateu no bom combate e caiu.

Flávio Dino é o  atual alvo do maniqueísmo sarneista. A vantagem de Dino é o preparo jurídico com o qual ele defende-se das injúrias/ calúnias/ difamações  e o Maranhão dos ladrões. Para cada mentira uma ação política/ outra judicial. 

video

1 comentários:

mauro disse...

Rapa vitorino so pode ter comido tua mae, pqp larga vitorino de mao rapaiz!

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.