Publicidade

O ETERNO RETORNO DO MANIQUEISMO : GUERRA MORAL PARA JUSTIFICAR O BEM(SARNEY) E O MAL(GOVERNO DINO)

O deputado Adriano Sarney só causa admiração as viúvas/ carpideiras do sarneismo. O discurso vazio do Sarneyzinho- "guerra moral e coisa tal" - tem só um objetivo, igualar a gestão Dino aos adversários do quase cinquentenário mando/desmando de Sarney.

Adriano orientado por Sarney aplica mais uma vez- todos adversários de Sarney no poder representaram/representam o mal- os bordões do secular maniqueísmo-  divide-se o mundo entre o bem e o mal . O poder espelha o mal, a oposição a pedra do bem. Nada mais tosco/ repetitivo.

Pedro Neiva(1971-1975) depois do romper foi taxado de "velho". Neiva foi Secretário de Fazenda de Sarney(1966), depois propositadamente indicado para assumir o governo aos 63 anos. O velho(Neiva) contra o novo(Sarney).

O dualismo- Sarney(o bem)/Governo(o mal) repetiu-se com Nunes Freire com o mote : o cego(Nunes Freire) contra o visionário(José Sarney). Freire chegou a ser criminosamente taxado de "macaco" pelo jornal "O Estado do Maranhão".

João Castelo novo, trabalhador não podia ser taxado de velho ou cego. Depois de romper foi diuturnamente atacado pelo jornal o Estado do Maranhão. A divisão do bem/mal pintava Castelo como ladrão/corrupto, Sarney divino/ casto/ impoluto, probo.

Luís Rocha que dizia com a língua no plato : "Sarney minha régua meu compasso" virou hipotenusa- contrário. O jornal "O Estado do Maranhão" que teve a sutileza de Walter Rodrigues a serviço até a gestão Castelo, criou o bêbado(Rocha) e o abstêmio(Sarney).

Para que a "História do Maniqueísmo da Política Maranhense" não fique muito comprida/ enfadonha, voltaremos com a parte II a seguir. Vamos curtir neste início de sexta-feira Elis Regina, interpretando "Como os Nossos Pais".


6 comentários:

Anônimo disse...

O governo do Flávio Dino tem se destacado e se desgastado muito mais pelas picuinhas com os Sarney e Murad, do que pela efetivação de medidas administrativas relevantes. Já há quem se refira ao seu governo como "República dos bacharéis". E uma coisa que me chama a atenção é o aparelhamento do Estado com essas tais assessorias de articulação política, em que o dinheiro do contribuinte desce pelo esgoto da politicagem e engorda as contas bancárias inclusive de quem já detém uma gorda aposentadoria como juiz do trabalho, além da rentável atividade empresária. De comunismo o governo do Flávio Dino não tem nada. Espero que implemente ações realmente comunistas antes que os Sarney os mande para a oposição. Até o momento quem verdadeiramente está se beneficiando com a vitória do Flávio Dino são os seus amigos de longas datas. Mas, é como postado algumas vezes pelo titular do Blog: AGUENTA MARANHÃO VELHO DE PEIA!

BLOG DO CESAR BELLO disse...

Discordo ddo seu ponto de vista, Dino não está varrendo as sujeiras dos Sarney/Muradd para debaixo do tapete, posto que não tem nenhum vínculo nem nada a temer com as auditorias. Quem pauta picuinhas são os Sarney Murad. Se a República é dos Bachareis é em razão de primar pela aplicaçãoo da lei. Esse tal aparelhamento parece coisa de quem pretendia ver a malha instituciona/social/comercial continuar sob o controle dos Sarney Murad- vide o caso da ex-procuradora Fátima Travasso. Quanto aos amigos no governo é mais uma resposta de que Dino não tinha quadros para tocar a máquina administrativa. Não existe e creio não existirá nenhum escândalo por apadrinhamento/ tráfico de influência/ desvios/ improbidades. Aguenta oligarquia velha safada. Dino é o governador de um Maranhão promissor/ desenvolvido/ administrato por homens probos/honestos/preparados/ bem intencionado. Avante camaradas

Anônimo disse...

Querido Cesar, mudando de assunto: eu lendo o blog agora do Ferreira Neto, vi uma matéria da agiotagem em que o vereador Roberto rocha júnior. Filho do senador Roberto Rocha, que a Polícia aprendeu no cofre do agiota Pacovan. Um cheque no valor R$ 120.000,00 (Cento e vinte mil reais).César será se esses politicos bandidos vão preso? ou vai dá em nada. O que você tem a comentar? Um abraço!

Anônimo disse...

Ah! O CHEQUE DO VEREADOR ROBERTO ROCHA JÚNIOR, FILHO DO SANADOR ROBERTO ROCHA. DE CENTO E VINTE MIL REAIS, APRENDIDO PELA POLICIA, É DO "BANCO DO BRASL." AGORA LASCOU FOI TUDO!

Anônimo disse...

RETIFICANDO:SENADOR!

Anônimo disse...

RETIFICAND O COMENTÁRIO ACIMA:SENADOR

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.