BANDIDAGEM BOTA PRESSÃO E ROSEANA SARNEY RECUA : IVALDO BARBOSA NÃO ASSUME A SEAJAP

O "busílis de questione"- o x da questão -  fator responsável pela onda terrorista  que abala a Capital não é apenas a transferência de presos.

A São Luís III- para onde os presos estão sendo transferidos-é considerada de "segurança média". Portanto seria motivo para solicitar transferência. 

As de "segurança máxima" estão em construção, com entrega prevista para 120 dias. Não seria estratégico motins e ataques com tanta antecedência.

A governadora Roseana Sarney saiu do casulo. Durante as festividades(15 anos ) da fábrica de refrigerante "Psiu", ela entregou o serviço :

"Eu não tenho medo. Eles estão fazendo esta balbúrdia, porque não querem ir para o presídio de segurança máxima, que nos vamos entregar". Psiu.

Santa inocência. Bandido não quer cadeia nem para comer chocolate "Sonho de Valsa". Mas se ainda vai entregar, porque alertar. Ela não tem jeito. Psiu.

A realidade :

Anunciaram Ivaldo Barbosa para Seajap. O amadorismo do governo custou caro para São Luís. Bonde/PCC ordenaram ataques simultâneos.

Roseana Sarney não segurou a pressão. Bonde dos 40 e o Primeiro Comando da Capital(PCC) não aceitam Ivaldo Barbosa na Seajap.  

Foi nomeado o Defensor Público Paulo Guimarães para o comando da Seajap. Bonde dos 40/PCC suspenderam os ataques após as negociações.

O governo teria chegado a este nível de negociação com a bandidagem, temendo a repercussão dos ataques na candidatura de Edinho Lobão. 

Maranhão minha terra. Cadê meu facão?

6 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.