TRIÂNGULO ASSASSINO : SUSPEITAS DO ASSASSINATO DE DAVI BUGARIN RECAEM NO CORONEL/ ESPOSA/ FILHA

Durante o fim de semana que se iniciará nesta segunda-feira(19)/ o Inquérito Policial que apura a morte de Davi Bugarin completará 10 dias/ deveria ser encaminhado para a Justiça. Mas não vai.

Resultado de imagem para Inquérito policial

Uma inexplicável demora na apuração dos fatos - oitiva dos suspeitos presentes no local do crime/ exames de corpo delito/ residuográfico - não foram solicitados/ quando realizados perderão o objetivo.

Resultado de imagem para balistica criminalistica

Não fosse a impertinência/ reação dos familiares da vítima a orquestração da "legitima defesa" teria abafado a apuração real dos fatos sob o argumento : "qual pai não mataria vendo a filha ser espancada".

Resultado de imagem para legítima defesa

Bugarin além de morto covardemente/ foi ultrajado/ jogado em uma calçada pelo coronel Walber Pestana/ que apresentou-se/ assumiu a autoria do crime/ foi erroneamente solto respaldado na patente militar.

Resultado de imagem para injustiça

Luís Cardoso a soldo/ pago  difamou o empresário com desabonadores adjetivos. A etiqueta de desequilibrado/ drogado/ louco estava sendo pregada na lápide como epitáfios fúnebres da vitima.

Resultado de imagem para lápide

Reagimos em nome do jornalismo investigativo independente/ sério que não recebe para difamar/ esconder a verdade. É isso que vamos procurar durante as fases de Inquérito Policial/ Judicial.

Resultado de imagem para jornalismo investigativo

As suspeitas recaem sob todos os presentes na cena do crime - o coronel Walber Pestana/ a filha Ingrid/ a esposa de identidade não revelada/ que seria segundo o próprio coronel o pivô do crime.

Resultado de imagem para tragédia famíliar

Relata Walber Pestana em seu depoimento que a briga entre sua esposa/ a vítima teria culminado com a tragédia familiar causada por descontrole emocional. Agora quem atirou em Davi Bugarin?

Resultado de imagem para marca de bala na parede

A marca de uma bala na parede mostra que o atirador não tinha destreza policial. O instrumento do crime não era arma de grosso calibre - pistola ponto 40 - comum aos militares/ mas um simples revólver 38.

0 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.