TEATRO CRIMINOSO/ CASO DAVI BUGARIN/ INVERSÃO DA FICÇÃO ROMEU/ JULIETA : FILHA DO CORONEL PRESTA DEPOIMENTO ENSAIADO COM O PAI/ MÃE ADVOGADOS DURANTE TODO FINAL DE SEMANA

Resultado de imagem para depoimento ensaiado



Ingrid Raiane/ Davi Bugarin não tem nada parecido com Romeu Julieta - ele foi assassinado covardemente/ ela depôs de forma ensaiada com o pai/ alegando agressões/ cárcere privado.

Ingrid Raiane não prestou depoimento quando era possível colher suas declarações sem a orientação do pai/ advogados. Foi liberada/ depôs ensaiada junto com a mãe/ como vítimas de agressões.

É possível perceber que não vai prosperar a tese da legítima defesa. Na instrução o Ministério Público deve concluir em contrário/ posto que ausentes os elementos necessários a tese alegada.

As flagrantes contradições estão presentes nos depoimentos ensaiados por pai/ mãe/ filha. A vizinhança atesta em contrário ao teatro familiar engendrado pelos advogados/ autores do crime.

Como falar em legítima defesa/ agressões iminentes quando o autor/ mãe/ filha dizem que as agressões - sem comprovar - aconteciam desde as cinco horas da manhã? Só a noite bateu a raiva no coronel?

O suposto autor diz que a vítima queria suicidar-se/ tomou a faca/ não guardou/ para depois revoltar-se/ usar a mesma faca contra esposa/ filha? Cadê a faca. Foi periciada? Tem as digitais da vítima? 

Da faca não se tem notícia. A arma usada no crime - um revólver - foi periciada três dias depois. Pai/ mãe/ filha fizeram corpo delito? A Polícia Técnica não informa sobre exames realizados. Aguardem. 

Existem mais mistério entre esse crime/ o purgatório do que as investigações possam imaginar. Pai/ filha/ mãe apresentaram a mesma versão assassina. A verdade prevalecerá ????


0 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.