DEPOIS DA SEMANA SANTA GRUPO SARNEY SATANÁS PROMETE A DO DIABO : TRÊS OUTRAS FALSAS DELAÇÕES/ MAIS SEIS VERSÕES SOBRE AS DECLARAÇÕES DO DELATOR

Depois da Semana Santa o grupo Sarney Satanás promete a do Diabo. Preparem-se eles inventaram nos blogs mais três falsas delações/ ainda mais seis versões para tentar explicar a resposta do delator José de Carvalho Filho quando questionado "quem entregou o dinheiro" ele disse : não faço a menor ideia.

José Carvalho Silva declara no vídeo acima para Força Tarefa que "não faz a menor ideia de quem entregou o dinheiro para Flávio Dino". Se não sabe quem pagou/ como poderia saber que Dino recebeu ? Esta contradição/ entre outras - 10 ao todo - tornaram a delação sem a menor credibilidade no Maranhão.

Tem mais : o delator José de Carvalho Silva também não faz a menor ideia do local em que os ora 200/ ora 400 mil foram recebidos. Carvalho Filho não "faz a menor ideia" de quem pagou/ do local do pagamento/ mas afirma que Flávio Dino recebeu ? Como ? Se afirmou que Dino recebeu/ sem saber quem fez o pagamento?




2 comentários:

Pereira Vieira disse...

Na Odebrecht não tem meio termo!
Ou recebe pelo caixa 2 ou não tem acerto! Quando o dinheiro cobria "um santo" descobria o outro!
Os procuradores ao rastrear o departamento de operações estruturadas encontraram o rastro do dinheiro, está lá pra quem quiser apurar. O sr fica focado em delação e esquece que o procurador não se deixou levar pelo currículo do investigado...
Quem antes atirava pedras, agora virou vidraça...
Vou colocar um banquinho e aguardar sentado o desenrolar do processo criminal em que se envolveu o nosso nobre governador! Deus queira que ele consiga provar sua inocência...

Cesar Bello disse...

não precisa banco/ apenas abre os olhos/ levanta as orelhas não deixa o tendencioso dominar teu imenso cérebro. Ao rastrear o departamento de operações estruturadas foram encontradas todas as doações legais/ entre elas a de 200 mil para Dino na campanha de 2014. Mas o delator não soube nem informar que teria pago os supostos 200 mil de Caixa 2 em 2010. Don contrário Dino seria imediatamente indiciado pela materialidade do delito. E isso não ocorreu. Dino foi citado em delação que pela contradição inconsistência não prosperará. Aguarda a vitória da verdade.

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.