COMPLEXO DO VIRA LATA : EDUARDO BRAIDE VAI A SÃO PAULO APRENDER TÉCNICAS DE GESTÃO

O complexo de inferioridade em que uns se colocam em relação ao outros - pode ser Municípios/ Estados/ Nações - foi criada pelo dramaturgo Nelson Rodrigues autor da novela Vida Como Ela É.

No século XIX o conde francês Arthur de Gobineau nos chamou de macacos. O maranhense Nina Rodrigues juntou-se Monteiro Lobato/ Oliveira Viana no culto aos arianos/ na crítica a miscigenação.

Roquete Pinto  afirmava que a inferioridade era ignorância/ não problema da mistura dos povos - a tese  contesta o determinismo geográfico/ a predisposição a preguiça/ luxuria pregada pelo padre Vieira/ em 1654.

Mas eis que compulsando os blogs neste domingo(23) deparo-me com o deputado Eduardo Braide com comportamento de vira-lata/ babando os paulistas que tanto nos odeiam/ criticam Manó!

Braide precisou ir para São Paulo aprender técnicas de gestão - Parcerias Público Privadas/ Parceria Público Comunitárias. Paciência meu! O que realmente ele foi fazer em Sampa?

Eduardo Braide foi buscar apoio de um partido forte para concorrer a Prefeitura de São Luís em 2020. Logo Braide rejeitou apoio de todos os partidos/ políticos em 2016. Agora é cedo/ ou tarde ?

Eduardo Braide quer achar dinheiro em calçada alta ? Não quer ter o trabalho de se abaixar. A derrota nas últimas eleições da Capital deixou Braide afoito? Ou ele não quer repetir erros?

Todos esse programas precisam de recursos. A aquisição do material de construção - calçadas/ postes/ habitação - é caríssimo. A Prefeitura de São Paulo tem outra realidade financeira. A de São Luís depende das transferências constitucionais.

2 comentários:

ANONIMO disse...

SERIA MAIS PRODUTIVO, SE ELE FOSSE À ANAJATUBA E MOSTRASSE COMO NÃO DEVE SER FEITO COM O DINHEIRO PÚBLICO

Cesar Bello disse...

Perfeito. Vou fazer outra postagem explorando o conteúdo do teu comentário.

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.