Publicidade

DEFESA DE RIBAMAR ALVES QUER SUA LIBERDADE COM BASE NO DITADO POPULAR "ESSA CABEÇA NÃO TEM OMBRO"

Em curso uma orquestração para tentar "livrar solto" o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves. Dizem que cifras milionárias podem ser liberadas para o desiderato - o que eles desejam.

O blogueiro Gilberto Léda virou jurista porque é jornalista - viu brechas favoráveis a Ribamar Alves pela ausência de vestígios de violência. Para Léda estuprar é estrompar/ estripar/ arrombar.

Estupro é a prática do sexo sem consentimento- basta um não querer e ou outro forçar. No entendimento dos juristas/jornalistas o que caracteriza estupro é a violência. Tem armação.

Roberto Lobato virou psicólogo porque é sociólogo - acha que Ribamar Alves sofre de compulsão sexual e deve ser tratado por uma bela psicóloga.  Esse não precisa nem pergunta se "tem armação".

Caridoso virou genecologista  porque é "sacrista" - "se não teve violência na introdução do pênis/ a vagina estava lubrificada. Então ela queria". Só faltou dizer se o estupro é inevitável relaxa e goza.

A tese da defesa tem como base o ditado popular : "essa cabeça não tem ombro". Não duvido surgir um diálogo em que ela diria : " só a cabecinha". Alves alertaria " essa cabeça não tem ombro".

4 comentários:

Anônimo disse...

Morais Herbeth

Estais sabendo que a próxima secretária de Comunicação de São Luís será a prima de Marcos Deça?
Isso é que dar ser otário. Enquanto você puxa o saco do teu prefeito até o chão, a turma dos Sarneys mostram que mandam e desmandam nas gestões do MA, por influência, competência e estratégia.

Cesar Bello disse...

Quem é a prima de Deça?

rafa disse...

Pela nova redação do CP até pegar nos genitais, pois se amolda a qualquer ato libidinoso.Os Requisitos para manter a preventiva não caem com esse laudo.

Art. 213. Constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso:

Cesar Bello disse...

É Rafa mas apesar de saberem eles fazem de conta que para consumar o estupro seria preciso violência física. Rapa está/ vai correr muita grana para tirar Ribamar Pezão da cadeia. A postura destes blogueiros sinaliza para uma grande orquestração a partir da fase do fim do inquérito policia. No Relatório do Delegado Rafael Reis a materialidade delitiva deve ficar bem clara. outro fato a ser explorado é a data do primeiro coito da vítima . Lá está escrito que o "desvirginamento não é recente". Ela declara que foi aos 14. A defesa vai dizer que ela teve outras experiências e não era tão inocente. Vamos refutar este raciocínio com a simples manifestação da vontade da vítima- ela não queria. Aguarde.

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.