BARBARIDADE MEU ! FACÇÕES POLÍTICAS UNEM-SE A MÍDIA DOS SARNEY PELA VOLTA DAS REBELIÕES/ DECAPITAÇÕES/ HOMICÍDIO EM PEDRINHAS

A luta pelo poder atinge proporções desumanas no Maranhão. Pasmem! Membros da direção da Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos - Wagner Cabral/ Antônio Pedrosa - uniram-se a mídia dos Sarney , pugnando pela execrável volta das rebeliões/ decapitações/ homicídios dentro de Pedrinhas.

Wagner Cabral/ Antônio Pedrosa municiaram a mídia Sarney com falsos argumentos - um acordo entre o governo e as facções teria promovido a paz em Pedrinhas e a "guerra" nas ruas de São Luís. Quem vive nos dois ambientes - Pedrinhas/ São Luís percebe contrário ao maldosamente insinuado/divulgado.

Os crimes em Pedrinhas - caíram de 79 mortes(2013/2014) para 4 em(2015) - em consequência da cumprimento da Lei de Execução Penal que determina "proporcionar condições para a harmônica integração do condenado", e ainda em obediência as novas regras sobre divisões prisionais.

A separação nas divisões prisionais em Pedrinhas obedece as atuais modificações na Lei de Execução Penal - desde 2015 exige além da separação de primários/ reincidentes, separar em quatro categorias os presos na cadeia, de acordo com a gravidade dos crimes cometidos. Cabral/Pedrosa ainda se perdem em maniqueísmo ultrapassados.

Para Cabral/Pedrosa a simples separação em primário/ reincidente seria capaz de auferir o grau de ressocialização a ser aplicado no interno. O moderno entendimento observa o preso por categoria/ gravidade do delito na sua convivência/ internação. A antiga concepção serviu para transformar a cadeia em Universidade do crime.

Cabral/Pedrosa além de ultrapassados na forma maniqueísta de pensar a ressocialização, incorrem em erro proposital ao insinuarem que o inverídico acordo - governo/facções - pela paz em Pedrinhas patrocinaria o aumento da criminalidade no Maranhão. Os dados estatísticos apontam o contrário - diminuiu em 12% os homicídios letais. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.