PROPINODUTO/ LAVAGEM DE DINHEIRO : DO FOLCLORE DE TAUZER QUINDERÉ A CERTEZA DE JOÃO ABREU O DIRCEU DO MARANHÃO

Ainda continua sem resposta a pergunta : aonde Sarney socou os bilhões que roubou do Maranhão, durante estes infelizes 50 anos de mando/ desmando a frente/ do lado de governos?

Mas a maneira de locupletar-se foi desvendada na Operação "Lava-Jato" - por meio de terceiros/ pelo efeito dominó/ empurrando de longe/ recebendo de perto/ dentro do Palácio dos Leões.

Ficou na "retina" de poucos de boa memória, a história de uma mala "perdida" cheia de dólares. Quem conduzia a mala para os paraísos fiscais no exterior era o finado Tauzer Quinderé.

Quinderé como João Abreu tinha o perfil ideal de lobista/ mula para família Sarney- calmo/ equilibrado/ confiável/ "boca dura" / de boa família - afastando o perigo de serem enganados.

Ocorre que evoluíram os meios/ independência de investigar - tecnologias/ posturas. Do folclore de Tauzer Quinderé, João Abreu é investigado como José Dirceu, por receber/ distribuir propina.

Abreu não é apenas mais uma vítima do procedimento/ enriquecimento das famílias Sarney/Murad . Ele associou-se aos Murad/Sarney. Não basta a prisão. É importante a devolução.

2 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.