Publicidade

GOVERNO VAI MOSTRAR COMO RECEBEU O COFRE : APENAS 24 MILHÕES E INADIMPLÊNCIA EM DEZEMBRO ESTIMADA EM MEIO BILHÃO

Roseana Sarney e o seu xerimbabo, Arnaldo Melo antes de deixarem o governo inadimplente em seus compromissos mensais - a dívida estimada referente ao mês de dezembro é de meio bilhão - trombeteou pela mídia que lhe fazia corte/ devia obrigações/ favores comercias que deixavam no caixa 2 bilhões de reais.

Tanto Roseana Sarney quanto o seu xerimbabo, Arnaldo Melo negaram-se a fornecer durante a transição os números negativos sobre as contas públicas. A atitude da dupla de safados indicava a intenção de criar dificuldades à gestão de Flávio Dino. Mas a surpresa foi bem maior do que todos esperavam.

Abertas as contas o Orçamento Público tem apenas 24 milhões de reserva e inadimplência de meio bilhão distribuídas da seguinte forma-  160 milhões relativos ao pagamento de empréstimos descontados em folha/ não repassados as instituições bancárias; 180 milhões recolhidos dos funcionários/ não repassado ao INSS.

O governo não antecipou como é regra a parcela de empréstimo de 1,5 bilhão, no valor de 139 milhões que vence sábado(10). Tem ainda a parcela do empréstimo de 4 bilhões do BNDES estimada em 260 milhões. É conveniente ressaltar que 340 milhões são de dívidas relativas a inadimplência- previdência/consignação - do mês de dezembro.

O governo estadual marcou coletiva para manhã desta sexta-feira(9), no Palácio Henrique de La Roque, onde/quando deverá explicitar os valores encontrados- 24 milhões - e a dívida estimada em mais de meio bilhão. A iniciativa desmascara a farsa de que os cofres públicos estavam abarrotados em 2 bilhões de reais.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.