Publicidade

TETÉO NÃO DORME : ARNALDO MELO O HOMEM DE 4 MILHÕES POR DIA

O jornal "O Imparcial" publicou no Natal, que a caneta do governador 21, Arnaldo Melo autoriza cerca de 4 milhões por dia.

Melo teve a chance de tornar-se respeitado pela classe política que assume o comando do estado. Mas preferiu o contrário.

Falaram mais alto os desejos/vontades/interesses. Melo escondeu as contas, pagou amigos, nomeou coronéis pela cor dos vistosos anéis.

Melo se lambuzou, rebolou como suíno em processo de engorda, cumprindo o fim do ciclo no estilo Sarney- privilégios/improbidades.

Dino receberá o governo as escuras. Arnaldo Melo foi o último do grupo Sarney a sair. Apagou para sempre a luz da sua pobre existência política.

Filhas, genros, sobrinhos, vizinhos refastelaram-se nestes 21 dias de Pompéia. O povo  assiste a tudo como personagens de "Os Miseráveis" de Vitor Hugo. 

0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.