TED LAGO NA EMAP : ELE TEM QUE PROVAR QUE OS LAGO NÃO AFUNDAM O PORTO- O PRIMO ANTÔNIO CARLOS LAGO JÁ ESTEVE LÁ

A indicação do empresário Ted Lago acendeu a luz amarela no Porto do Itaqui. Explico : Antônio Carlos Lago, irmão do governador Jackson Lago também esteve lá. Lago- o Antônio Carlos - presidiu a EMAP com a saída de João Castelo do cargo para concorrer a Prefeitura de São Luís.

Antônio Carlos Lago, o "Toinho Lago" caiu por interferência do Ministro dos Portos, Pedro Brito. Na época a queda de Toinho Lago foi comemorada como um golpe no nepotismo, que havia se instalado na EMAP com anuência do Palácio dos Leões. Embora Ted Lago não tenha parentesco com Dino ele tem uma dura missão :

Provar que os Lago não afundam/loteam  o Porto do Itaqui. Ted é filho de Eduardo Lago ex-concessionário da Coca-Cola em todo o Maranhão. Eduardo Lago é casado com Rosa Murad, irmã de Ricardo Murad. Mas é bom que se diga : a genética não define competência, ou define no Maranhão?

1 comentários:

Manoel Neto disse...

Você tem razão César Bello. Acomodar os aliados políticos formados a partir de um bloco heterogêneo de forças eleitorais e partidárias é, infelizmente, o pesadelo de qualquer governo eleito. Porém, se a meta é “tirar o Maranhão de um atraso de 50 anos, pela Revolução Burguesa”, marca de governo do Flavio Dino, a gestão tem que ser por competência. Temos que lembrar que 2015 será um ano de recessão grave no Brasil, convencer empresários a investir no Estado será uma tarefa árdua, senão impossível para esta fragilizada e inexperiente equipe de governo cujo sentimento, até agora, é de medo, insegurança e dúvidas. No caso especifico da Secretaria de Indústria e Comércio e da EMAP, sem nos atentar a outras, a expectativa geral é de fracasso. Na primeira, responsável pela prospecção das tais empresas a investirem no Maranhão, o empresariado esperava um técnico com real acesso e conhecimento do mundo corporativo e não um secretário que vale ressaltar e elogiar, “de grande valor e competência política”, porém sem experiência alguma no tratamento empresarial, sem causar, portanto a tão esperada e importante confiança nos investidores. Na EMAP, o problema é ainda maior, o porto do Itaqui ocupa uma posição estratégica para o desenvolvimento do Maranhão, tendo passado, nos últimos 12 anos, por administrações temerárias, corruptas e incompetentes que o levaram a perder mercado para os portos de Pecém – Ce e Vila do Conde – PA. Sem um currículo que o habilite para tal cargo, o novo presidente tem demonstrado a seus interlocutores sentimentos de total insegurança com a gestão e trato direto com a complexidade portuária, prova disso é que evita dar seu expediente diário, ficando naquela empresa apenas poucas horas por dia. Por último, convidou, segundo Gilberto Leda, o antigo gestor do porto para assessora-lo por mais 3 meses, assinando um irrefutável atestado de incompetência. O Sr. Ted Lago, apesar de não apresentar experiência profissional, tem como currículo político o fato de ter tido por 8 anos consecutivos, a sua esposa Luciana Lago, como chefe de gabinete do Deputado Marcelo Tavares, atual Secretario da Casa Civil de Flavio Dino, onde foi formalizada a amizade sincera entre os casais Tavares/Lago, daí sua indicação para tão importante cargo. Vale ressaltar também que, o Sr. Ted Lago, como enteado de Rosa Murad, irmã de Jorge e Ricardo Murad e de ter como única origem profissional, um cargo administrativo na ineficiente e desconhecida ong ICEMA, cuja criação é atribuída a um pool de empresas e entidades ligadas ao grupo Sarney, tais como CEUMA (Mauro Fecury), Sistema MIRANTE (família Sarney), INTERNACIONAL MARÍTIMA (Luis Carlos Cantanhede), ATLÂNTICA SERVIÇOS (Luis Carlos Cantanhede), fundação NAGIB HAICHEL, construtora EDECONSIL entre outras, terá dificuldades em manter sua independência administrativa e cumprir com as metas rígidas do atual governador, já que as empresas citadas se desdobram em uma verdadeira teia de relações empresariais e de amizade com a antiga oligarquia Sarney, muitas dessas com interesses ou mesmo já instaladas nas entranhas da EMAP em contratos de prestação de serviços diversos. Em tempo. O atual presidente ainda mantém um diretor (ligado intimamente a oligarquia Sarney) da administração passada no seu cargo por pedido do seu amigo Luis Carlos Cantanhede.
Manoel Gonçalves Neto
Mestre em logística
Economista e Professor aposentado da UFMA

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.