8 de dezembro de 2021

A NOVA CARTA DE DINO : NA CARTA CAPITAL ELE DEFENDEU A CANDIDATURA DE BRANDÃO NOVAMENTE SEM PASSAR CONVICÇÃO

O governador Flávio Dino segue orientação do ex-governador José Reinaldo - bater por cima para não deixar as digitais - na manutenção do projeto de poder / o dinismo em substituição ao vitorinismo/ sarneísmo.


Dino usou revistas nacionais para atingir o agora adversário - Josimar com a Crusoé -  inflar o ainda aliado Carlos Brandão na Revista Capital. Mas em ambas ficou as digitais comerciais/ pagamentos por Secretarias.


Dino pagou 1 milhão e trezentos mil reais para a Revista Carta Capital - contratos firmados pela Secretaria de Educação - durante a pandemia/ agora cobrou a fatura em participação recente de apoio a Carlos Brandão.


Sob orientação do ex-governador Zé Reinaldo para "morder(Josimar)/ assoprar(Brandão)" por cima/ Flávio Dino deixou as digitais no tempo - "instância base na qual compreendemos as coisas"(Martin Heidegger).  


Dino chega ao fim do seu governo deformado/ apenas a caricatura do que fora no início do mandato. É por isso que lhe faltou convicção ao defender a candidatura de Brandão na bem paga Revisa Carta Capital.


Contratos firmados pela Secretaria de Estado da Educação mostram que o governo do Maranhão, comandado por Flávio Dino (PDCdoB), gastou quase R$ 1,3 milhão em assinaturas da revista Carta Capital nos anos de 2019 e 2020 para distribuir nas escolas públicas do estado. O primeiro desses dois contratos, assinado pela Editora Confiança, aparece no Diário Oficial do Estado no dia 30 de abril de 2019, com um valor total de R$  600.576, sendo R$ 408 reais por assinatura. Já o segundo foi publicado no mês de agosto de 2020. O valor pelas 1.472 assinaturas subiu para R$ 671.984,40, 10% a mais do que o contrato anterior. No período que vai de abril de 2019 a julho de 2020, último mês antes da assinatura, o IPCA, a inflação oficial do Brasil, soma 3,19%. Ou seja, bem abaixo da alta entre um contrato e outro.

Nas duas compras, a publicação diz apenas que será para atender as escolas da rede pública do Maranhão. Ambas as negociações foram feitas com dispensa de licitação, através de contratação direta. No período de vigência das compras, a Carta Capital deu generoso destaque às ações do governador, inclusive colocando-o como capa da revista na edição de agosto de 2019, pouco tempo depois da assinatura do primeiro contrato. A reportagem, que tem como título: “Comunista, cristão e paraíba: descubra o governador Flávio Dino”, diz, entre outros elogios, que Dino “simboliza as mudanças políticas experimentadas pelo Nordeste na última década”.( denúncia da Rádio JOVEM PAN )





Nenhum comentário:

Postar um comentário

VEREADOR BEBEZÃO : RIBEIRO NETO DIZ QUE ESTÁ COM PAULO VITOR PORQUE A "MAMÃE PEDIU"

  O vereador Paulo Vitor está blefando quanto ao número de apoiadores a sua campanha à Presidência da Câmara de Vereadores de São Luís. Paul...