22 de outubro de 2021

ACADEMIA MARANHENSE DE LETRAS ESTRUPADA COMPRADA CONSTRANGIDA?

Durante a última semana a eleição do governador Flávio Dino para Academia Maranhense de Letras reacendeu a velha polêmica sobre o favoritismo/  vitalício/ hereditário nas malhas institucional/ social do pobre Maranhão. 

Dino assumiu a cadeira do pai/ Sálvio Dino. Pai/ filho não são novidades na AML. Nascimento de Moraes (autor de Vencidos Degenerados)/ Nascimento de Moraes Filho( resgatou o legado de Maria Firmina dos Reis( autora de Úrsula).

Os Moraes tem identidade plural na luta contra escravidão/ preconceito racial. Os Dino divergem na produção/ ainda que ambos juristas/ bons oradores. Sálvio romancista de raiz(As Barrancas do Tocantins)/ Flávio analista da Constituição.

Nascimento do Moraes Filho renunciou a cadeira de imortal no momento do ingresso do governador Pedro Neiva de Santana/ que tinha como "obras" as públicas. Dino renunciou o discurso contra o vitalício/ hereditário/ o favoritismo no Maranhão.






 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

"MARANHÃO SERÁ O PRIMEIRO ESTADO A TER UM ESTATUTO DOS POVOS INDÍGENAS" DESTACA OTHELINO DURANTE A VOTAÇÃO DE PROJETO

  A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou em primeiro turno, na sessão desta terça-feira (7), o Projeto de Lei 403/2021, de autoria do ...