AUMENTO DE 21% DO JUDICIÁRIO ELEVA EM 5 BILHÕES A FOLHA DO ESTADO/ O QUE PROMOVERIA IRREGULARIDADE NO PAGAMENTO DOS VENCIMENTOS/ INADIMPLÊNCIA/ QUEBRA DO COMÉRCIO/ DESEMPREGO

As justas, mas intempestivas manifestações dos funcionários do Poder Judiciário Maranhense é um tiro no bolso de todos. Se pagar os 21% da categoria em epigrafe, o governo do estado paralisa a economia do  Maranhão.

O aumento de 21% do Judiciário eleva a despesa com o funcionalismo para 5 bilhões/ano, inviabilizando a regularidade  dos vencimentos de todos os "barnabés", consequentemente inadimplência/ quebra do comércio/desemprego.

É o funcionalismo público que faz funcionar a economia do estado/ municípios. Sem regularidade dos vencimentos, os funcionários cairiam na inadimplência, quebrando o comércio, promovendo desemprego em massa

Faço essa reflexão admitindo cortes na receita de familiares, que  são funcionários do Poder Judiciário. Mas penso nos 7 milhões de maranhenses que sofrem desde sempre. É preciso a união/sacrifício de todos neste difícil momento.

21 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.