AUMENTO DE 21% DO JUDICIÁRIO ELEVA EM 5 BILHÕES A FOLHA DO ESTADO/ O QUE PROMOVERIA IRREGULARIDADE NO PAGAMENTO DOS VENCIMENTOS/ INADIMPLÊNCIA/ QUEBRA DO COMÉRCIO/ DESEMPREGO

As justas, mas intempestivas manifestações dos funcionários do Poder Judiciário Maranhense é um tiro no bolso de todos. Se pagar os 21% da categoria em epigrafe, o governo do estado paralisa a economia do  Maranhão.

O aumento de 21% do Judiciário eleva a despesa com o funcionalismo para 5 bilhões/ano, inviabilizando a regularidade  dos vencimentos de todos os "barnabés", consequentemente inadimplência/ quebra do comércio/desemprego.

É o funcionalismo público que faz funcionar a economia do estado/ municípios. Sem regularidade dos vencimentos, os funcionários cairiam na inadimplência, quebrando o comércio, promovendo desemprego em massa

Faço essa reflexão admitindo cortes na receita de familiares, que  são funcionários do Poder Judiciário. Mas penso nos 7 milhões de maranhenses que sofrem desde sempre. É preciso a união/sacrifício de todos neste difícil momento.

21 comentários:

Anônimo disse...

Rapaz vai dar cu
Tu és um vagabundo de primeira
Escroto venal
Tu tens e que pagar os clientes que foram vítimas de teu golpe seu 171
Do DPVAT
Vamos te denunciar dia e noite
Pode esperar

Anônimo disse...

Quanta baboseira escrita nesse blog. Se você está dizendo que os gastos serão na alçada de 5 bilhões peça para MALVADINO apresentar as planilhas. Nesse blog não vejo nenhum comentário a respeito de licitações milionárias gastas em publicidade e aeronave. Você é um papagaio ensaiado e babão. Mas isso já é de se esperar de alguém que já teve até a OAB suspensa.

Anônimo disse...

Caramba imagina se o próprio judiciário não tivesse declarado o aumento irregular se fosse uma decisão do governo e não da justiça, e quem iniciou este processo foi a sarna gente o governador tem que cumprir as decisões judiciais ou não é assim povo da justiça.

Cesar Bello disse...

Nunca advoguei DPVAT. Sobre as licitações já escrevi bastante. Quer um exemplo o resultado. AB/Clara/Malmam firmas que embora tenham passado de trabalho com os Sarney não foram prejudicadas em detrimento de outras. Quanto as aeronaves o governo vai gastar pelas horas de voo. Quanto a OAB Renato Sousa morreu espalhando que tinham "cassado" minha inscrição na OAB. Ele levou a mentira com ele. O que estou falando é a mais lídima das verdades. Não sou contra/ não discuto se é direito adquirido. O que digo é que o pleito está fora de tempo- não tem como pagar. Se pagar promove atrasos nos vencimentos/ a inadimplência/ o comércio quebra e o desemprego toma conta do Maranhão. Tenham calma. O direito de vocês não vai ser desrespeitado. Tenho certeza que Dino tem pelos funcionários do Judiciário gratidão, posto que como juiz trabalho com vocês. Agora o que ele não pode é quebrar o Estado para pagar o que não pode. Todos vocês sabem do caráter de Dino. Ele não é demagogo/ irresponsável e deve está sofrendo muito em não poder dar a vocês os 21%. Tenham paciência que será o próprio Dino que mandará corrigir os vencimentos no tempo certo.

Anônimo disse...

Grande César, esses 21,7% foram incorporados nos vencimentos dos funcionários da justiça em maio de 2104, ainda no governo da Roseana Sarney, a mando da mesma justiça que agora mandou retirar. A luta do sindicato não de agora, e teve apoio do candidato Flávio Dino, a quem você diz que não é demagogo e nem irresponsável. Nesse período de 1 ano e 4 meses os vencimentos foram pagos em dias, inclusive 8 meses do governador Flávio Dino, e o Estado não quebrou. Porque o governador Flávio Dino não dialoga com os servidores, como candidato Flávio Dino dialogava? Porque a justiça mudou de opinião, se já tinha dado ganho de causa, inclusive no STF, aos servidores? Me parece que foi uma decisão de força política do governador.

Anônimo disse...

Caro César,vc está corretíssimo!! Os Tribunais,não só no Maranhão mas,em todo O Brasil sempre pagaram bem acima do restante do funcionalismo.A CF é clara:Todos são iguais perante a Lei.O momento é extremamente dificil para o País,todos teem que colaborar,para o bem de todos.No judiciário tem Analista que ganha quase o dobro de um médico do executivo.O governador foi eleito por todas as classes e,ele tem responsabilidade com todos.

FERNANDO REIS disse...

Pede aumento pq já deu pra perceber que defender o governo é tarefa árdua. Safadino mexeu em vespeiro, salário de trabalhador é sagrado. 21.7 incoeporados ha um ano e sete meses. Desinformado você não é , então defende sem argumento.

FERNANDO REIS disse...

Pede aumento pq já deu pra perceber que defender o governo é tarefa árdua. Safadino mexeu em vespeiro, salário de trabalhador é sagrado. 21.7 incoeporados ha um ano e sete meses. Desinformado você não é , então defende sem argumento.

FERNANDO REIS disse...

Por que se envergonhar? Tinha até propaganda em tv. Povo tem memória

FERNANDO REIS disse...

Por que se envergonhar? Tinha até propaganda em tv. Povo tem memória

FERNANDO REIS disse...

Inveja mata

FERNANDO REIS disse...

Inveja mata

Anônimo disse...

O egoismo é a maior praga do nosso país, alguma coisa tinha que ser feita e o governador agiu serto ,por que sacrificá o restante da nossa gente bravo governador

Cesar Bello disse...

Tenho conhecimento do pagamento nos meses relatados. Mas a discussão é continuar pagando os 21%. É por essa razão que considero justas as reivindicações, mas fora de tempo- intempestiva . Não há desinformação alguma. O texto conclama a compreensão do momento a união de todos pelos menos facorecidos.

Anônimo disse...

Grande César, para os servidores não se trata apenas de uma reivindicação justa, mas de um direito conquistado na justiça, e, com certeza, com ajuda sua, através da divulgação das reivindicações do sindicato, na época. Então, não é uma coisa fora do tempo - intempestiva, pois, foi reivindicado a 8 anos atrás e conquistado a 1 ano e 4 meses. Direito este que a governadora Roseana tentou derrubar, mas não conseguiu. Infelizmente para os servidores da justiça o governador Flávio Dino conseguiu derrubar este direito. então, de acordo com seus argumentos, a decisão do governador não foi devido a um problema do passado deixado pela gestão passada, mas devido a problemas futuros que serão gerados pela crise econômica causada pelo governo Dilma e seus apoiadores. Deixo aqui uma sugestão para esse momento de união de todos pelos menso favorecido: Que todos os blogueiros e outras mídias que trabalham na divulgação das ações do governo diminuam em 21% dos seus vencimentos. Outra: que o próprio governo diminua 21% de todo o recurso direcionado para a área de comunicação

Anônimo disse...

E,quem decidiu sobre o corte,foram os proprios membros da nossa côrte maior.Ordem judical não se discute,se cumpre.Pronto.

Cesar Bello disse...

Vivo de forma modesta sem vencimentos. As contribuições dos parceiros além de não ser regular já se justou ao momento presente, ainda que nunca tenha ultrapassado a 3 salários mínimos. Portanto companheiro vivi eternamente em crise, com um vários processos por desagradar/denunciar os membros da família Sarney-Murad. O problema destes 21% é que não se resolve como a propaganda de telefone- aquela que diz faz um 21 - são 5 bilhões que podem impactar a economia de todo os maranhenses, a partir da irregularidade os vencimentos do funcionalismo que faz funcionar o comércio. A inadimplência seria a senha para o desemprego, instalando-se o caos como quer a família Sarney-Murad.

Anônimo disse...

Amigo, até msm p sair falando asneiras, precisa ter o mim de conhecimento. O impacto dos 21,7% nas contas do gov é min. Peça p alguém mostrar as contas do gov p vc entender que 5 bilhões, q p qlqr mortal é uma fortuna, nao faz esse estrago nas finanças do estado.
Agora, só p refrescar sua memória - ZELIA CARDOSO DE MELO UTILIZOU O MSM ARGUMENTO PARA CONFISCAR A POUPANÇA DO POVO BRASILEIRO!

Anônimo disse...

Esses babacas do judiciaio querem ganhar acima do trabalhador que trabalha,flavio dino tem razao,imbecis q trabalham 4 dias p semana,ainda querem aumento..vao tomar no cu de vcs,bando de escrotos,desse poder que e uma das escorias desse pais..

Mario disse...

ê. gosto dos teus comentários, sei que o governo atual precisa de muita ajuda e compreensão de todos.

Mas não é só o poder judiciário que tem direito aos 21,7% não, tens ainda o poder Executivo e do Legislativo ok.

Cesar Bello disse...

Concordo. A contenção cd gastos tem de acontecer nos 3 Poderes. Dino cortou as mordomias nos Leões deste o primeiro dia de governo. O resultado ? Economia de 2 milhões de reais. Dinheiro para ser bem usado na Saúde/Educação/ Saneamento/Infraestrutura. O Estado não pode parar. o que tem de parar são as tentativas de desestabilizar o governo.

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.