REFORMA DIAMANTE : AUDITORIA REVELA QUE NA RECONSTRUÇÃO DO PAM EMPRESA RECEBIA EM DUPLICIDADE SUPERFATURADA

Fica cada vez mais improvável o ex-Secretário de Saúde Ricardo Murad livrar-se solto das provas carreadas a CPI da Saúde. São dezenas de improbidades praticadas com sentimento de impunidade.

Na reforma do PAM Diamante foi comprovado desvio de mais de 2 milhões de reais dos cofres públicos. As improbidades foram reveladas pela Secretaria de Transparência e Controle do Governo do Estado.

O rosário de crimes : dispensa indevida de licitação/ausência de projeto básico/de responsável técnico pelo projeto arquitetônico/duplicidade de planilhas de custo/ superfaturamento/ direcionamento de licitações.

A empresa Lastro recebia duas vezes pelo mesmo serviço superfaturado, sugerindo que um pagamento era da empresa e o outro do ex-Secretário de Saúde Ricardo Murad. Mais uma dá série : "roubei/dividi e não vai dar em nada".

Será?

0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.