Publicidade

CHORA/CHORA : PAPETE HÁ 50 ANOS MORANDO NA BAHIA GANHAVA NO SÃO JOÃO DO MARANHÃO O QUE LHE GARANTIA O ANO

O cantor/ compositor/ arranjador Papete mora há 50 anos na Bahia. Papete ganhava cachê milionário todos os anos no São João do Maranhão, depois voltava para curti na Bahia.

Papete chegou no Maranhão/voltou para Bahia sem uma libra esterlina. Papete mandou "Toinho Piaçaba" perguntar o valor do  cachê, antecipado todos os anos por ordem da Branca- não tinha.

O compositor maranhense Macarrão, radicado há 60 anos em São Luís acusa até hoje Papete de tê-lo ludibriado-  apropriação dos direitos autorais das letras do LP Bandeira de Aço. Enfim  a justiça.

Chora/chora.....não tem mais aquela boneca de anil que paga mil/milhões.

9 comentários:

Anônimo disse...

César Bello, não posta qualquer coisa sem embasamento, que paga mau pra ti. Tu tens que ficar mais esperto ou então perde credibilidade com tuas mentiras...
O Papete nunca morrou na Bahia,
O macarrão nunca teve música gravada no LP bandeira de aço,
Papete sempre morou em São Paulo.
Desse jeito ninguém vai mais ler teu bogre não tem fundamento essas matérias pagas.

Anônimo disse...

César Bello, eu até sou a favor dos editais,desde de que não só tenham
Dez vagas,assim não é democrático e sim desleal mesmo porque temos mais de cinco mil atrações. E ainda julgada por uma comissão de idiotas, imbecis e despreparados julgando e dando notas para um boi da maioba de Axixá e outros de mais de cem anos. À vão tomar no cú.
Só chamado o Estado islâmico
Pra resolver essa situação.
Com sua bomba de morraõ.
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!

BLOG DO CESAR BELLO disse...

para o Chorão I respondo com sua própria afirmação ; "Macarrão mora em SãoPaulo". Então vc acha que é correto ele pegar a grana no Maranhão para gastar em São Paulo? Que tipo de divulgação ele faz do Maranhão? quais as respostas até hoje? Quanto a Macarrão não ter música no Lp outra pergunta : como ele poderia ter música no bandeira de aço de papetaram a canção?

para o Chorão 2 : o edital não exclui, todavia duas coisas são necessárias o cadastro da brincadeira/prestação do serviço. Senão fica fácil basta a inscrição para o dinheiro na mão. A comissão não é acusada de pedir comissão, apenas tornou critérios/procedimentos obedecendo a ordem legal/cadastro/compromisso da prestação do servço. isso é que complica?

Anônimo disse...

César, tu estás chilado! o macarrão mora é em São Luis. Autor de boi de lágrimas, também de fora do São João de todos! É morsdor do lira, nem conhece São Paulo, e nunca Procesou o Papete.
Isso é puro factoide criado por você,César.
Quanto ao deputado Rubens júnior
Esse numa fez,e numa vai fazer nada pela cultura do Maranhão.
E agora vem falar de edital, se tivesse visão se empenhava para ampliar os números de vagas para as atrações não ficarem de fora.
Elegemos ele pra isso!
Ou será apenas deputado federal de um mandato só
O povo tá de olho em você.

BLOG DO CESAR BELLO disse...

Quem tá chilado é tu que fumou palha de cadeira ou piaçaba de vassoura. Quando escrevi que Macarrão mora/morou em São Paulo? Macarrão não processou Papeste porque não quis, mas dizia nos quatro cantos de São Luís que Papeste tinha garfado/gravado suas música. Quer dizer que tu quer negar o valor do parecer de Rubens Junior que ordena 2% de todos os tributos nacionais para a Cultura? A lei esta sendo chamada de Lei Áurea da Cultura Maranhense, pois nos liberta da Branca, do capataz Bucão, do feitor Godão e do gado Babão, Bundão.... Tu fumou foi palha de vassoura piaçaba no muro do Cemitério do Gavião e foi dançar macumba na casa de Dona Cotinha no Codozinho.

Anônimo disse...

Por isso é que quando colocaram 23 cm de pura lenha nesse teu sentador tu saiu gritando pra todo mundo vê :NÃO TIRA PORRA!

Anônimo disse...

Ah! ENTÃO O BLOGUEIRO É QUALHA,OU DADOR DE RABO, É MAIS ROMÂNTICO. OLHA O PRECONCEITO , FORA HOMOFOBIA SE ELA GOSTA DE TACA ENTÃO,DA A CÉSAR O QUE E DE CÉSAR. DEIXA ELE DA, PRA QUEM QUISER,O RABICO É DELE.

PAPETE disse...

Caro Senhor César Belo,
Não o conheço e depois de ler seu artigo tão mal escrito e sem embasamento nenhum aí mesmo é que não faço a minima questão de conhece-lo.
Seu modo de escrever é chulo, incorreto em todas as matizes e se reveste de um ranço só presenciado em pessoas que perderam o bonde da história e se sentem recalcadas por não participar de momentos reais e relevantes da vida sócio-cultural de pessoas de bem, que ainda acreditam no ser humano e num porvir mais feliz para seus filhos e netos.
Não quero me estender demais nesse assunto mas aqui escrevo apenas para me defender públicamente, mesmo que à luz de pouquissimas pessoas que acessam seu blog, o que atesta o péssimo mau gosto de que o mesmo se reveste.
Em primeiro lugar eu morro em São Paulo e não na Bahia e com os paulistanos aprendi a ter respeito pelos semelhantes, a dar valor ao meu trabalho e à seriedade que reveste meu comprometimento com aquilo que faço.
A música do excelente compositor Raimundo Macarra que gravei com total autorização sua num disco intitulado Bela Mocidade se chama Boi de Lágrimas e graças a isso esta canção se tornou um dos maiores sucessos de nossa cultura musical. Ao que me consta saber jamais tive qualquer atrito com o referido compositor, que jamais brigou comigo por quaisquer pendencias de pagamentos, etc...
Eu, morando em São Paulo, há vinte e cinco anos sou convidado a participar dos festejos juninos do Maranhão, independente de ser este ou aquele o Governador ou o Prefeito, posto que eu nunca levantei bandeiras ideológicas a favor ou contra nossos governantes, encarando qualquer tipo de contratação únicamente como trabalho e fonte de ganho para meus músicos e outros elementos de minha equipe profissional, pois os cachês que aqui se recebe são relativamente baixos e não dão nem pro inicio dos gastos com um show musical como o que faço.
Me apresentar no São João é para mim motivo de alegria e regogizo, se tornou uma paixão e um ato de fé, coisas estas herdadas de meu falecido pai, homem honrado e antenado com os valores culturais de nossa terra. Será que voce também o é?
Voce me conhece direito, sabe quem eu realmente sou, o que faço, onde faço, como faço e pra quem faço meus trabalhos? Creio que não..., se assim fôsse certamente não escreveria as bobagens que escreve sobre minha pessoa de forma irresponsável e canhestra (sabe o que é isto?), num atestado total de ignorancia e desconhecimento sobre minha trajetória profissional no Brasil e no exterior, além de ser o único artista maranhense que mais gravou e construiu sucessos reais e totais de nossos melhores compositores, com isso lhes dando a chance de reconhecimento por parte da população da terra e de outros Estados brasileiros ...
Por fim, quero lhe dar um conselho apenas: , estude, pesquise, procure saber melhor sobre um assunto para depois escrever, pois do contrário estará tão somente jogando palavras ao vento mediocramente e sem colher os bons resultados só cabiveis àqueles que tem gabarito, equilirio e pedigree para produzir coisas boas que fazem a história da humanidade.

BLOG DO CESAR BELLO disse...

Papete eu não vou perder tempo contigo. Eu só queria que tu mostrasse qualquer ação no teu trabalho que não fosse para o teu bolso, que divulgasse o Maranhão. o que denunciou não é o lugar aonde tu moras, mas a mera mercância da arte nos moldes medievais adotados pelos Sarney praticado por tua trupe. Não sei se já leste sobre a dinastia dos Médicis, caso não leia e deixa de ser bufão com retórica cheia de perfumarias. os tempos são outros Papete. Tu quer viver da fama como Bpoi de laurentino. No mais não seria a genética do teu venerado pai que te daria qualidade abnegação em favor do Maranhão. o teu negócio é a o lucro pela arte. O nosso é a arte envolvendo a cultura popular com novos valores. Chega de tanta repetição " no lombo do meu boi tinha um céu tão estrelado/olho arregalado/ e la vai mimoso pro seu guarnicê"

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.