O MOMENTO POLÍTICO NO MARANHÃO : PROVOCAÇÕES/AÇÕES/PESQUISAS/INICIATIVAS

O momento político maranhense repete a velha fórmula sarneista na oposição - divulgação dos números violentos da Segurança Pública/ do atendimento na Saúde.

As provocações completam-se com o estímulo a discórdia nos governos estadual/ municipal, deturpando as naturais divergências entre os aliados de Dino/Holanda.

O governo estadual reage com ações constantes. O anúncio de mais de mil escolas dignas, onde existiam casebres de palha é o exemplo de resposta decente/recente. 

Pela velha "infalível"/repetida fórmula sarneista, a crítica na mídia é geométrica- sempre se multiplicando em dobro no dia à dia - as ações do governo em ordem aritmética.

Sarney governou sem mídia contrária- exceção ao Jornal Pequeno - que pelo nome não passava do Estreito dos Mosquitos. Fora dos governos a mídia bombardeá a décadas os adversários.

A oposição era forte, mas não tinha mídia. Hoje a oposição é fraquíssima, todavia tem mídia forte. O governo tem mecanismos fortes, como a Rádio Timbira, contudo não utiliza como deveria.

Pesquisas são fonte de persuasão a longo/médio/pequeno prazo. Os números passam por cima, o asfalto passa por baixo, entretanto o sentimento fica no meio e o meio é a comunicação forte/ diária. 




1 comentários:

Anônimo disse...

Pombas, mas era assim que a turma da mudança fazia com Roseana até o dia da eleição/2014. Tu não te lembras?!

Trouxeram até gente de São Paulo pra esculhambar o governo da branca. O tal Coletivo que pediu o impeachment da Rose, em razão do caos em Pedrinhas, tu não te lembras mais?

César, a campanha do FD foi financiada por muitas ratazanas. E todas elas vão cobrar a fatura. Muitos escândalos surgirão.

Diz o Livro anto: "não há oculto que não seja revelado."

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.