FLÁVIO DINO ESTÁ CERTO QUANDO PEDE GARANTIA DE VIDA PARA O PRESIDIÁRIO QUE PODE TER SIDO FORÇADO A INCRIMINÁ-LO

A "oportuna" ensaiada revelação do nome- André Escócio Caldas - do presidiário que fez improcedentes acusações contra Flávio Dino, não destrói a tese da farsa grosseira. Pelo contrário mostra a possível utilização da condição do preso.

Quem não se lembra das acusações do pistoleiro que matou Décio Sá. Johnatan de Sousa Silva acusava perante 3 delegados o ex-Secretário de Segurança, Raimundo Cutrim de participação na morte do jornalista, enquanto esteve preso em São Luís. 

Diante do Juiz da Vara do Juri em São Luís, protegido em Penitenciária de Segurança Máxima em outro estado, desmentiu formalmente todas as acusações feitas anteriormente na presença de 3 delegados, contra o deputado Raimundo Cutrim. 

Está certo Flávio Dino quando pede garantia de vida ao presidiário André Escócio de Caldas. Imagina se André Escócio morre em Pedrinhas ? Eu não disse que eles queriam uma morte real? Sabem para que ? Culpar Flávio Dino de ordenar a execução.

Estaria tudo ensaiado ? Flávio Dino agiu rapidamente, requerendo garantias de vida ao presidiário que fez, não se sabe em que condições, as improcedentes denúncias contra Flávio Dino. É oportuno que os Sistemas - Penitenciário/Mirante/Difusora digam o nome do "delegado" que faz as perguntas. 

4 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.