CRUEL/ FRIO/ CALCULISTA : JUNIOR NENZIM MANDOU O PAI VIRAR A CABEÇA PARA OLHAR O GADO E ATIROU DE FORMA CRUEL/COVARDE

O parricídio/ desejo de matar o pai a luz da psicologia forense pode originar-se em consequência de educação austera/severa onde o genitor se opõe aos mimos da mãe dedicados a algum filho.

Junior de Nenzin é o filho temporão/ nascido em 1973/ primeiro ano do primeiro mandato de vereador de Manoel Mariano/ o Nenzin. Portanto não viveu o mundo do lavrador Nenzin como os outros irmãos.

No auge da boêmia de  Junior/ Manoel Mariano assume pela primeira vez a Prefeitura de Barra do Corda - 1996 - reelegendo-se em 2000/ 2008. Junior de Nenzin torna-se o "Vaqueiro da Barra".

Nenzin era enérgico/ severo com todos os filhos/ que o respeitavam na forma divina - amar aos pais/ Deus acima de todas as coisas. Mas Junior o queridinho de Dona Santinha sentia-se preterido em tudo.

Rigo equilibrado repete mandato de deputado estadual sem envolver-se em brigas. Pedro empresário é o mais temido da família pelo comportamento arrojado/ determinado foi condenado.

Pedro  funcionava como "Guardião" de Nenzin. Com a atual situação de foragido de Pedro/ Junior começou a meter os pés pelas mãos até que um dos dedos apertou o gatilho/ matando o pai covardemente.

Segundo informantes próximos aos outros dois presos/ eles teriam confessado que Junior de Nenzin teria distraído o pai pedindo que ele olhasse para o lado/ dizendo "olha teu gado" para em seguida atirar.  

Nenzin cobrava do filho o sumiço de 500 cabeças de gado avaliadas em 1 milhão/ duzentos mil/ outros tantos milhões desviados do pagamento de dívidas da campanha 2014/ em que Junior  foi derrotado.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.