SENTENÇA ANUNCIADA ESPERADA : SÉRGIO MORO TRANSFORMOU PROCESSO/ DECISÃO JUDICIAL EM ESPETÁCULO PROMOCIONAL/PESSOAL/ MEDIEVAL

Todos aguardavam como certa a condenação de Lula no "Caso Triplex". O juiz Sérgio Moro vaidoso/ imaturo transformou o processo/ sentença em espetáculo promocional/ pessoal.

A sentença anunciada esperada/ ganhou título de preparada/ maior repercussão no exterior do que no Brasil dividido/ comovido entre "Somos Todos Moro"/ "Não a Condenação de Lula". 

Protestos pró e contra Lula na Avenida Paulista (Foto: Vivian Reis/G1)p

O sentido da decisão judicial "erga omnes" - para todos os homens - apequenou-se em Moro/ dirigindo-se tal qual os espetáculos medievais de esquartejamento de membros em praças públicas.

A celeridade da decisão de Sérgio Moro lembra as "novas coisas" entre o Império Carolíngio/ regras do Direito Romano : Justiça para os partidos e políticos/ aparição do julgador como reparador.

A decisão de Moro tem conteúdos medievais - ao direcionar-se a partidos/ político/ tem a marca do positivismo jurídico que legitimou o nazismo - "o direito é uma coisa/ o mérito outra"(John Austin).

Entre os nove meses do julgamento/ nove anos da sentença a prova dos nove é igual a zero. A sentença transformou-se em espetáculo promocional/ pessoa/ medieval/ ainda cabe recursos/ voltar a zero.  

Resultado de imagem para dedos de lula

Resultado de imagem para dedos de lula


1 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.