Maranhão

MEDO DE SER PRESO POR ATRAPALHAR AS INVESTIGAÇÕES DO MPF SOBRE CREDENCIAMENTOS FRAUDULENTOS: INTERNAÇÃO DE RICARDO MURAD NA UDI FOI PARA COMBINAR DEPOIMENTOS COM OS DONOS DAS CLÍNICAS OFTALMO DAY/ MORAES LTDA ?

Quem lê o Blog do Cesar Bello tem a oportunidade de saber por antecipação como se movimentam os clãs Sarney/ Murad/ Lobão/ Rocha/ Braides e outros apêndices oligárquicos .

Não se trata de premonição/ adivinhação. Uso a experiência jurídica/ o raciocínio lógico/ o conhecimento da psicologia/ psicanálise/ filosofia/ e da história política do Maranhão

Desde a última sexta-feira dia 09/ 06/2017 alerto que Ricardo Murad iria "baixar hospital". Alertei sobre o que preceitua o artigo 217 do CPC/ que proibe a citação de doentes em estado grave.

Não deu outra coisa. Ricardo Murad internou-se na UDI/ fugindo ao padrão "Sírio Libanês". Oficiosamente seria uma virose. Oficialmente está "sob investigação para elucidação diagnóstica".

Ricardo usa o mesmo artifício de Andréa/ ao socorrer-se de atestado médico que não pode ser contestado por delegado/ promotor/ juiz. Murad esta "sob investigação para elucidação diagnóstica".

Ricardo Murad sabe que  atestado falso é crime. Esperto preferiu Boletim Médico que não define se é grave/ ou não o seu estado clínico. Murad não queria ser intimado pelo MPF antes de acertar álibi.

Murad sabe que seria preso se atrapalhasse as investigações do MPF sobre o credenciamento fraudulento da sua gestão na SES com as Clínicas Oftalmo Day/ Moraes Ltda/ preferiu não arriscar.

No ambiente da UDI ficou mais fácil/seguro combinar o álibi  com os "dominó" de Heron Simões/ Zé Moraes? Ficou. Saiu o atestado estava tudo combinado. Andréa foi para Alema discursar.  

É complicado assim. Coisa de profissional. Murad não é "malandro agulha" para deixar furo. Esses movimentos seguros/ rápidos podem ser percebidos pelos que tem a "janela aberta" do jogo político.

http://gilbertoleda.com.br/wp-content/uploads/2017/06/ricardo.jpg

0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.