O GOVERNO COMO TÁBUA DE SALVAÇÃO : DÍVIDAS DO GRUPO ROCHA SÃO FRUTOS DE GESTÃO FAMILIAR IRRESPONSÁVEL

A Procuradoria Geral Nacional da Fazenda informa no site oficial que Roberto Rocha/ Sistema de Comunicação devem cerca de 3 milhões ao Fisco.


A Folha de São Paulo denuncia que Roberto Rocha legisla em causa própria com a aprovação de Medida Provisória que permitirá perdão da dívida.


A solução antiética para as dívidas pessoal/ das empresas perdoará o  oficial. A Medida Provisória do perdão não paga cheques/ nem as promissórias.


Os Rocha acumulam dívidas desde a década de 90 - 6 anos após Luís Rocha deixar o governo. A morte de Luís Rocha foi a concordata/decreto de falência. 


Impasse no inventário/ espólio complicam  a venda do passivo sucateado. O Sistema de Comunicação Farina está mais quebrado que arroz de terceira. 


As portentosas fazendas de criação de gado/ onde uma cabeça de boi preto se perdia no meio das brancas são apenas peças do imaginário/ folclore.


O "ouro da coroa" dos Rocha é o Marcus Center- um valioso terreno da Polícia Militar que teria sido invadido em 1982 no governo de Luís Rocha.


O problema é a crise imobiliária. O que salva são os alugueis em comodato da TIM/ Bradesco. A Rádio Capital que funciona no mesmo local é deficitária.


Como se observa falta ao grupo econômico/ político comandado por Roberto Rocha boa gestão. A salvação seria voltar ao governo do Maranhão.


O exemplo da volta da família Rocha a governo pode ser avaliada pela conturbada/ criminosa gestão de Luís Rocha Filho/ o Rochinha em Balsas.


A nossa tarefa é mostrar aos maranhenses a incapacidade técnica/ incompetência/ improbidade administrativa de Roberto Rocha como gestor.


                                                      

2 comentários:

Unknown disse...

Rocha comeu teu cu e deixou saudade.

Cesar Bello disse...

Olha os argumentos dos rochistas. Por que ele não contrapõe aos fatos narrados na matéria? Poque são inquestionáveis.

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.