GUARDA DE SARNEY É BLINDADA COM MANDATO DE DEPUTADO FEDERAL : DEPOIS DO AGENTE FEDERAL ALUÍSO MENDES AGORA É A VEZ DO AGENTE DA ABIN AMAURI PICOLO

Durante a Operação Boi Barrica o então Agente da Polícia Federal Aluísio Mendes recebeu ligações de um Fernando Sarney desesperado.

"Aluizinho estão na cola do Marquinhos/ tem um carro fazendo campana próximo ao prédio em que ele se encontra. A placa é............."

Mendes retorna a ligação/ cagueta confirma que era de fato a Polícia Federal descaracterizada/ passando a orientar Fernando Sarney:

"Não tem mandado de prisão/ busca apreensão/ condução coercitiva manda Marquinho resistir/ não permitir acesso até a chegada de advogado".

Marquinhos é Marco Bogéa/ o "Lambisgueta" que servia de "mula" para Fernando Sarney/ conduzindo uma maleta preta recheada das "verdes".

Mendes para sua garantia ganhou cargo de Secretário de Segurança no Maranhão/ mandato de deputado federal/ livrando-se da exclusão na PF.

Agora é Picolo/ Oficial do Exercito/ Agente da Abin(1976)/ Segurança Sarney na Presidência(1984)/ Assessor Presidência desde 2004.

Picolo coleciona aposentadorias há 33 anos/ tendo como QI - José Sarney de quem é "guarda costas" desde 1984. Mas vai precisar de mandato federal.

Amauri Cesar Picolo foi alvo da Operação Satélites - próximos ao detentores de foro privilegiado. Picolo além de satélite é o "molecular" de Sarney.

Molecular é uma espécie de telefone a prova de grampo/ escuta. Sarney chama Picolo e teria dito : "moleque vai acolar e diz para o Sérgio parar"?

A PF em cumprimento a mandato de busca e apreensão esteve na casa de Amauri Picolo - deve ter relação com Sérgio Machado/ Transpetro. 


0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.