ENCHENTE/ MÃO DE GENTE/ DEMAGOGIA/ AUXÍLIO MORADIA

A copiosa chuva desta quarta-feira(1)lavou as cinzas do carnaval/ abençoou os justos em orações/ ao mesmo tempo atiçou os instintos dos demagogos oportunistas sempre de plantão nas enchentes/ sem que digam uma palavra em relação a "mão de gente" que suja/ entope bueiros/ esgotos/ valas.


Eduardo Braide é um destes demagogos oportunista/ que por meio de indicação quer providências imediatas na reparação dos danos. Braide bem que poderia doar o auxilio moradia - 3 mil reais - que ele recebe mesmo tendo 2 luxuosos apartamentos localizados na área nobre da Capital.


Eduardo Braide demagogo/ populista quer providências mágicas/ imediatas. Contudo não abre mão dos 3 mil reais que recebe de auxilio moradia/ como deputado estadual. É muito fácil falar/ pedir providências. O difícil é agir/ ter um gesto prático no sentido de ajudar aos que sofrem com as chuvas.

Por quê ele não doa o auxílio moradia para os desabrigados?

3 comentários:

Pereira Vieira disse...

Dom César,

Tua defesa continua míope.
A prefeitura já deveria ter executado obras naquele local;o prejuízo é grande pra todos.
Vc poderia ajudar ao invés de utilizar as manjadas técnicas petistas...

Cesar Bello disse...

Pereira como corretor tu sabes que o problema desta cidade foi a forma inicial da sua estrutura/ posteriormente prejudicada pela expansão imobiliária desordenada. A prefeitura fez algumas intervenções definitivas/ como por exemplo no Mercado Central/ Av Cajazeiras/ Forquilha. Mas é importante conscientizar o cidadão da sua parte em relação ao entupimentos dos bueiros e suas consequências. Muito/ mais precisa obviamente ser feito. O que não cabe é querer soluções imediatas para problemas centenários.

Pereira Vieira disse...

Tu sempre me convence!

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.