COMO FUNCIONAVA O PROTECIONISMO PESSOAL/ FUNCIONAL/ INSTITUCIONAL DA FAMÍLIA SARNEY NO MARANHÃO

O deputado Adriano Sarney/ nascido Sarney Neto - mudou o nome para evitar comparações com o homônimo/ o primo legítimo/ filho do também ex-deputado estadual/ Evandro Sarney/ o ex-deputado Sarney Neto/ "Abelha" / que dormia de dia/ fazia cera nas tardes/ de noite entrava no mel(bebida). Portanto quatro gerações protegidas pelas verbas/ mandatos funcionais/ institucionais.

Adriano Sarney não tem de verdadeiro nem o próprio nome. Passou a adolescência como playboy na Riviera Francesa/ Cassino de Monte Carlo. Depois foi para Brasília/ onde se envolveu com diversas falcatruas/ entre elas a da acusação de ser operador de empréstimos consignados no Senado/ quando o avô era Presidente. O nome da empresa era Sarcris/ Consultoria/ Participações Ltda.

Adriano Sarney disse que faturava menos de cinco milhões por ano/ com empréstimos consignados/ negando que a "bolada milionária" recebida no Senado fosse por influência/ proteção/ pessoal/ institucional/ familiar do avó José Sarney/ por cinco mandatos Presidente do Senado. Durante o período Adriano Sarney operou com seis bancos no Senado/ faturando cinco milhões por ano. É mole.

Adriano Sarney ganhou mandato de deputado estadual como o tio-avô Evandro Sarney/ o primo Sarney Neto/ o pai Sarney Filho/ o "Zequinha Jabota/ Jabuti". Todos protegidos/ arrimados no oligárquico poder da família Sarney. A mídia Sarney&alinhada tratou de apresentá-lo como diferente/ competente/ falseando a verdade/ repetindo o antigo "mito da competência". 

O Sarney escreveu artigo jornal Estado do Maranhão - sobre a importante medida do atual governo que preserva a regularidade do pagamento dos funcionários públicos/ categoria responsável pelo funcionamento de todo o comércio no Maranhão. Sarney diz que conversou com Dora funcionária da padaria que frequenta/ mas não teve a coragem de dizer a verdade. Qual é a verdade ?

É o aumento da arrecadação/ por meio do reajuste de 2% das alíquotas que garante o trabalho de Dora no comércio/ padaria. O Sarney não tem coragem/ mas Dora sabe da herança recebida por Dino : rombo de 1 bilhão da SEFAZ - isenções fraudulentas/ 1 bilhão na Secretaria de Saúde - desvios na construções de UPA'S/ reformas do PAM Diamante/ Carlos Macieira/ 1 bilhão de juros de mora pelo atraso de 3 meses do pagamento dos empréstimos da gestão da tia Roseana Sarney.

Na hora que Adriano Sarney saiu da padaria o "pau cantou". Os outros clientes que estavam por perto lembraram para Dora quase tudo o que eu escrevi acima. Dora respondeu que dificilmente Adriano Sarney vai comprar pão. Geralmente é o motorista Ricardo Filho/ o "Ricardinho"/ filho do motorista do pai Zequinha Sarney. Eles querem que tudo se repita eternamente. Olha aí Dora quem ele emprega:

Dora os dois principais cargos - valor de 14 mil reais - foram destinados as filhas do fiel/ leal cabo eleitoral falecido de nome Manoelzinho. Por quê ? Dora será que elas ficam com metade/ entregam a outra para o "bom moço" Adriano Sarney ? Dora tem mais 17 pessoas/ recebendo muito bem no Gabinete de Adriano Sarney. Dora a verba de Gabinete de Adriano Sarney é de 40 mil reais. Pede para ele arrumar uma vaga para teu marido.

MARIA BARBARA SOUZA SOEIRO/ a Barbinha/ filha do antigo cabo eleitoral Manoelzinho/  para o Cargo em Comissão Símbolo Isolado de Técnico Parlamentar Especial ;


LOUIZIANE GABRIELLE SOUZA SOEIRO/ outra filha de Manoelzinho cabo eleitoral falecido /para o Cargo em Comissão Símbolo Isolado de Técnico Parlamentar Especial.

7 comentários:

 
Tecnologia do Blogger.