JARDIM DA MENTIRA : SEM CREDIBILIDADE NO MARANHÃO SARNEY PLANTA FACTOIDE NA COLUNA DE LAURO JARDIM CONTRA DINO

O sarneismo nojento/ fedorento/ insepulto copia o vitorinismo na ânsia de morte - sem credibilidade no Maranhão/ planta factoides na mídia nacional - para tentar sobreviver junto ao governo federal.

O "jardim" da mentira foi a coluna do jornalista Lauro Jardim/ Globo. O abrigo/ site do colunista justifica a mentira : Dino teria recebido Caixa 2 da Odebrecht para eleger-se governador em 2014.

O PC do B do Maranhão não deu tempo para a falsa noticia se multiplicar como verdade. Desmentiu o suposto financiamento de campanha por meio de Caixa 2/ repudiou mais uma patranha.

Diante de texto publicado pelo jornalista Lauro Jardim, o PCdoB do Maranhão esclarece que não é verdadeira a existência de caixa dois para financiamento da nossa campanha eleitoral a governador em 2010, supostamente oriunda da empresa Odebrecht. 

Na ocasião, fizemos uma campanha com escassa estrutura, enfrentando um dos maiores impérios da política brasileira: o grupo Sarney. 

A prestação de contas com o que foi gasto durante a campanha foi apresentada à Justiça Eleitoral e aprovada, o que torna a suposta notícia ainda mais absurda.
   

1 comentários:

Anônimo disse...

PROJETO PESSOAL DE FÁBIO CÂMARA TERMINA DE
ACABAR COM O PMDB EM SÃO LUÍS.

Roseana, filha do experiente Sarney, desautorizou o PMDB, como cabeça de chapa, de concorrer às eleições municipais deste ano e indicou Wellington do Curso. Lobão, o filho e em nome do pai, colocou Eliziane Gama debaixo do braço e foi peitar Fábio no partido, irredutível, nada aconteceu. Traduzindo, Lobinho foi rifado de concorrer ao governo do Estado por antecipação.

João Alberto, o rapina, percebendo a falta de visão partidário do vereador, por diversas vezes acenou pela retirada da candidatura ao Executivo Municipal, entretanto, a promessa de ter, em São Luís, um forte coordenador de campanha ao Palácio dos Leões deixou-lhe zonzo.Como Carcará costuma dizer por onde passa; “Todos têm seus interesses…”. E pelos seus interesses o pássaro cai na arapuca.

Outros caciques, Roberto Costa e os Murads, já sabem que o projeto de Fábio vai detonar a vaga de um deles em 2018 e por isso lutaram contra a candidatura de Câmara, mas em vão. Apenas Hildo Rocha segue o caminho de João Alberto também na esperança de uma dobradinha na Capital. Hildo apenas esqueceu que João Marcelo enveredou primeiro no mesmo conto.

O projeto de Fábio Câmara não é apenas pessoal, mas pequeno. Segue peitando uns pemedebistas, ganhando outros no gogo e pisando na cabeça do restante. Pensando apenas na candidatura majoritária, semana passada, Fábio explodiu os candidatos do PMDB ao vendê-los, como bucha de canhão, por seiscentos mil reais. No pacote de negociação também entrou doze assessorias, quatro de cada futuro vereador do PRP – Afonso Manuel, Nato e Sebastião Albuquerque – o trio esta saltitantes de alegria.

O dinheiro, duzentos mil de cada, pagos por Afonso Manuel (leia-se Helena Duailibe), Nato e Sebastião Albuquerque, será usado na campanha dois de Fábio e as assessorias alimentarão parte de seu grupo nos próximos dois anos. Já para o segundo turno, com os votos trazidos pela tríade do PRP e os lisos do PMDB, Fábio Câmara pretende negociar uma secretaria em troca de apoio e assim, manter-se vivo até 2018, quando disputará uma vaga a Assembleia Legislativa. Ricardo Murad que o diga… “esse menino é de ouro”.

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.