SARNEY É BOCETA PARA ESTAR SEMPRE PERSEGUIDO ?

SARNEY O PERSEGUIDO
Sarney usa mais uma vez chorosa catilinária para acusar perseguição política/jurídica. É sempre assim nas adversidades e processos judiciais. Sempre vítima, nunca algoz.

SARNEY BOCETA
Sarney é como boceta(caixa de joia) para estar sempre perseguido? Não, mas é a única comparação possível no momento. Sarney acostumado, é só desejo de poder.

SARNEY ACUSA
Sarney acusa Nicolau Dino, irmão de Flávio Dino de influenciar Rodrigo Janot a incluir o nome da filha, Roseana entre os investigados no escândalo da Petrobrás.

SARNEY  RELEMBRA AS DIGITAIS
Ao remontar o suposto ódio de Nicolau Dino- a rejeição do seu nome pelo Senado para compor o Conselho Nacional do Ministério Público - Sarney deixa as digitais.

OLHA O DEDÃO NA LÍNGUA
"Eu não votei, não presidi a sessão que recusou o nome do Nicolau Dino e não sabia da votação". Sarney sempre agiu pelo efeito dominó- de longe através de terceiros.

SARNEY COMO ADVOGADO
Sarney como advogado da filha é uma merda. Ele diz que "Roseana não tinha nenhuma relação com o Paulo Roberto". Mas nos autos aberto ao público comprova-se em contrário :

NO GABINETE DO PALÁCIO DOS LEÕES
"Que as tratativas ocorreram em uma destas visitas ao Maranhão, quando reunido com a governadora no seu gabinete no Palácio dos Leões".(Paulo Roberto Costa na delação premiada).

NA MANSÃO DO CALHAU
"Que além desta reunião teve pelo menos três vezes coma governadora, sendo que uma almoçando em sua residência em São Luís na Praia do Calhau e outras almoçou no Palácio dos Leões"(Paulo Roberto Costa na delação).

COMO ERAM AS TRATATIVAS
"As tratativas da governadora em relação ao pagamento de propina para sua campanha eram breves e se restringia as perguntas se estava tudo acertado"(Declarações de Paulo Roberto).

DIVERGÊNCIAS?
Sarney levanta a questão das divergência entre as declarações de Paulo Roberto e Alberto Yousself- Paulo Roberto afirma que Roseana foi beneficiada, Alberto Yousself não confirma - mas o conjunto das declarações produz  a consistência das provas.

CONVERGÊNCIA
Os valores- 2 milhões de reais para campanha de Roseana Sarney - que Paulo Roberto afirma ter mandado Alberto Yousself entregar para um emissário da Sarney, em um Hotel em São Paulo são exatos. 

SARNEY EM GANGUE
Alberto Yousself diz que entregou os 2 milhões no Hotel em São Paulo- provavelmente para Ernane Sarney, tio de Roseana Sarney, irmão de José Sarney( é uma gangue) - contudo não sabe para quem/que era e quem recebeu.

ESTRATÉGIA NA DELAÇÃO
Durante a delação Yousself teve como advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, o mesmo que patrocinaria mais tarde a defesa de Roseana Sarney e Edson Lobão. As teses de defesa não eram então conflitantes.

A ESTRATÉGIA
Kakay orientou Alberto Yousself a isentar Roseana Sarney. Querem a prova? No caso dos precatórios da Constran, Youssel "diz que entregou o dinheiro para João Abreu, todavia acredita que Roseana Sarney não recebeu".

A PROMESSA DO MANTO PROTETOR
Yousself foi orientado por Kakay a esperar o manto protetor de Sarney no seu futuro julgamento por crimes da mesma espécie. Yousself é reincidente e quebrou os benefícios da delação premiada anterior.

KAKAY ABANDONA YOUSELF
Kakay agiu de forma estudada em tempos diferentes. Abandonou o doleiro Alberto Yousself após conseguir a declaração em benefício de Roseana Sarney, no caso dos precatórios da Constran.

O MANTO FUROU.
O manto protetor de Sarney furou e Alberto Yousself ainda não percebeu, quando perceber falará toda a verdade. Sarney não é mais Sarney. Sarney é um boceta(caixa de joia) perseguida.   


0 comentários:

Postar um comentário

 
Tecnologia do Blogger.